logo do Viver
 
cabecalho  viver
marcas do viver
projeto bici 2009 A valorização da atividade e da autonomia:
Quem visita nossa escola pela primeira vez fica surpreso com a presença de várias maquetes e outros objetos espalhados pelas salas. E, ao olhar nossos alunos, terá a sensação de estar numa oficina cheia de construtores.
No Colégio Viver essa valorização da atividade aparece no uso constante de jogos para aprender matemática e escrita, na construção de objetos variados, na elaboração de eventos como teatro e apresentações literárias e musicais, na criação de livros-resumo de determinado tópico de pesquisa, na própria existência do Projeto como disciplina.

 

O respeito ao indivíduo:
Respeitar os alunos e professores como indivíduos não é uma frase de efeito para nós. Isso significa em grande parte abrir mão de planejamentos rígidos, fórmulas prontas, exigências inflexíveis quanto ao ritmo da aprendizagem e ampliar consideravelmente o rol de temas válidos para a aprendizagem.

 

optativas 2010
olimpiadas2011 Em busca de um modelo comunitário de escola:
Na nossa escola, cooperação é palavra fundamental. Descreve como se espera que seja o relacionamento de cada indivíduo com seus pares e com os outros segmentos (alunos, professores, coordenação, famílias). È claro que há diferenças de papéis e portanto normas de relacionamento. Mas a hierarquia não pode impedir os frutos dessa interação.
Assim, os professores estão constantemente convidados a aperfeiçoar o modelo de escola, propondo os currículos, criando instrumentos de avaliação, trocando entre si e com a coordenação suas visões sobre o que priorizar. Os alunos também se sentem completamente à vontade para discutir e propor mudanças, e são chamados a sua responsabilidade como parte de uma comunidade.
Mas é na forma de participação da família que nossa escola se diferencia ainda mais fortemente. Há um convite constante à participação dos pais na construção da escola, que se manifesta em vários fóruns: dando “aulas” para determinada turma ou grupo de projeto, trazendo materiais que consideram importantes, discutindo conosco temas relacionados à educação em casa e na escola, fazendo um jornal da escola.

 

O desenvolvimento ético e social:

Para nós, trabalhar ética apenas como idéia, como abstração, não traz mudanças nos alunos enquanto indivíduos. Para dar resultados, nada melhor do que usar os conflitos diários ou as divergências de postura como matéria de reflexão, permitindo que aos poucos os alunos possam definir seu código de valores e respeitar o dos outros. Ser ético implica em desenvolver uma capacidade de análise interna, um código de valores e um senso de justiça pessoal. Assim, à medida que o Viver deixa espaço para autonomia e decisão dos alunos, esses vão, gradativamente, assumindo responsabilidades, avaliando atitudes suas e dos colegas, desenvolvendo seu senso ético.

 

assembleia 2009

_______________________________________________________

 

o Viver nas redes sociais
 
next

próxima página:

O uso do espaço

   

página anterior:

Proposta de ensino

   
   
   
   
 
 
 
 
 
 
 
 

 

premio aqui se brinca Colégio Viver no Facebook Colégio Viver no Twitter o canal do viver no You tube